sexta-feira, 31 de agosto de 2012

RESENHA: Qual Seu Número?

6 comentários
Nome: Qual Seu Número?
Autora: Karyn Bosnak
Editora: Novo Conceito

Páginas: 414
Links: Skoob
Comparando preços: Por R$8,81 na Saraiva
Sinopse: Delilah Darling tem quase 30 anos e já se relacionou com 19 rapazes. Sua vida sentimental não tem sido exatamente brilhante, pois todo cara que conhece parece fugir do relacionamento. Quando lê uma matéria no jornal em que a média de homens para uma mulher de 30 anos é de 10,5, fica desesperada e assustada por estar muito acima dela. Além de tudo, o artigo no jornal terminava falando que, se a mulher tivesse o número acima dessa média, seria impossível a pessoa certa. Na tentativa de não aumentar seu número e perder de vez a chance de se casar, Delilah sai à procura de seus antigos namorados e tenta reconquistá-los. Será que um deles estará disposto a esquecer o passado e começar uma linda história de amor? Qual Seu Número? revela os segredos de cada mulher e prova que, quando se trata de assuntos do coração, números são apenas uma fração de tempo.


Ganhei "Qual Seu Número" numa promoção do Garota Que Ama Ler, e comecei a ler no mesmo dia em que peguei nele. Confesso que o tamanho do livro me assustou um pouco, já que nunca tinha lido um chick lit de 414 páginas e achei que isso poderia ser um contra, que a história seria arrastada e pouco prazerosa, mas me enganei. Tudo é muito bem distribuído, a narrativa é rápida e o tempo voou enquanto eu estava lendo.
Delilah é uma protagonista muito engraçada, que se vê no dilema já descrito na sinopse: está com quase 30 anos e já teve 19 namorados. Então, ao ler um artigo no jornal dizendo que a média para uma mulher da sua idade é de 10,5 relacionamentos, fica paranoica e promete à si mesma que não passaria dos 20 caras. Porém, um imprevisto acontece: ela é despedida e acaba dormindo com seu ex-chefe, que se torna o vigésimo de sua lista.
Sem emprego e decepcionada consigo mesma, Delilah pega todo o dinheiro que lhe sobrou e parte numa viagem à procura de todos os 18 outros caras com quem já se relacionou - Scott não conta, era uma mulher! -. Em sua visão, um daqueles ex namorados tinha que ser seu amor verdadeiro.
É difícil parar de rir enquanto se lê "Qual Seu Número". Cada namorado tem uma história mais cômica que a outra, e juntando com as trapalhadas que Delilah faz, tornou-se um dos meus livros favoritos.
Mas nem só de comédia o livro é feito. A carga emocional fica por conta dos personagens que cercam a protagonista, como sua mãe. É ela que mantém a filha com os pés no chão e lhe mostra o certo e o errado.


“As coisas não são como nos filmes. Não existe esse negocio de “bum”. Você não está sendo realista quando insiste em esperar que um homem perfeito, que não existe, entre em sua vida. Você vive se envolvendo em coisas que são maiores que a própria vida – ideias, homens – situações mais complicadas do que você realmente consegue ligar, e que a acabam derrubando. Mas tudo o que vem fácil, se vai fácil. Não estou dizendo que você tenha que deixar de viver sua vida, mas você precisa parar de achar que o mundo vai se curvar aos seus desejos, em relação à vida e ao amor. Pare de tornar as coisas tão difíceis para si mesma. Pare de lutar contra tudo na sua vida, desde homens imperfeitos até os abraços que eu lhe dou. Se você relaxar e parar de bater de frente com tudo, você vai perceber que até respirar se torna mais fácil.”
Página 326. 


Alguns dos ex-namorados de Delilah são muito marcantes, e posso citar quatro: o R.O.D, com seu interesse tragicômico; os gêmeos, que Delilah não namorou ao mesmo tempo e o Gostosão, que faz com que a protagonista se meta na maior confusão do livro. 
Embora seja bem escrito, alguns vícios da autora me irritaram bastante. Sua obsessão por escrever no rodapé tirou minha concentração em algumas páginas, já que eu era obrigado a ler as observações e muitas vezes me perdi no texto. Entendo que é uma característica da personagem, mas alguns fatos eram descartáveis.
"Qual Seu Número" é um ótimo passatempo, feito para aquelas tardes chuvosas onde nossa maior vontade é a de dar risadas. Simples, hilário e bem escrito, a história criada por Karyn Bosnak te conquistará rapidamente.
Ah, um último aviso: leia-o em lugares públicos e prepare-se para passar vergonha. A risada é incontrolável!


quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Pipocando: Monstros S.A

2 comentários



Pipocando é uma coluna semanal escrita por Lorena Rodrigues, que traz recomendações de séries e filmes.



Olá, people! Tudo bem com você? Espero que sim. Então, hoje eu venho aqui falar sobre um filme muito fofo que marcou a minha infância, e acho que a de vocês também: Monstros S.A. Bom, para quem não sabe, o filme fala sobre monstros que assustam crianças para conseguir energia elétrica para seu mundo, que é feita na base de gritos.  Mike e Sulley são melhores amigos, que moram na mesma casa e trabalham juntos na empresa Monstros S.A. Todas as noites, eles são encarregados de assustar crianças para que sua cidade,  Monstrópolis, consiga manter-se iluminada. O contato com os mundos é feito através de portas dos armários das crianças. É por ela que o monstro entra, assusta e depois de coletar os gritos, se retira. Monstros S.A. é uma verdadeira empresa composta por todos os tipos de funcionários, recepcionistas, secretárias, etc. Jaz uma lenda que todos que forem tocados por crianças estão contaminados, assim, é chamada a CDA (Child Detection Agency) para fazer a limpeza dos infectados. Mike é o assistente de Sulley. Juntos, formam a equipe recordista em coletar gritos na empresa. Randall é um monstro com a capacidade de se camuflar em qualquer tipo de paisagem, com um gene provocador, ele não se contenta em ser o segundo no ranking da empresa.
Certo dia, Randall ficou até mais tarde da empresa interessado em assustar apenas mais uma criança e tentar passar de Sulley no ranking. Sulley estava procurando por uns papéis e avistou uma porta, foi até ela e entrou. Aliviou-se em saber que não tinha nenhuma criança atrás. Mas tudo passou de uma mera ilusão, tinha sim uma criança. Desesperado e sem saber o que fazer, o monstro recorreu ao seu melhor amigo Mike, que estava no mesmo estado. Os monstros apelidaram a pequena garota de Boo. Sem ter para quem correr, os amigos descobrem que a criança não é de fato contagiosa e se afeiçoam a ela. O resto da trama é de modo divertido e mostra Mike e Sulley pensando no que fazer com a criança, que já se tornara uma amiguinha.
Monstros S.A. é com certeza um dos meus filmes preferidos de animação, a Pixar realmente caprichou, o filme consegue te arrancar boas risadas e você fica meio bobo assistindo, falo isso por experiência própria. Com uma temática simples e infantil, o filme é muito fofo e mostra que a amizade pode enfrentar várias barreiras.
Você aí, que não assistiu, tá esperando o que?
Preciso dizer que surtei quando soube que teria continuação?




Diretor: Peter Docter, David Silverman
Elenco:  
Produção: Darla Anderson
Roteiro: Andrew Stanton
Trilha Sonora: Randy Newman
Duração: 92 min.
Ano: 2001
País: EUA
Gênero: Animação
Cor: Colorido
Distribuidora: Disney
Classificação: Livre



sexta-feira, 24 de agosto de 2012

RESENHA: Era Uma Vez, Há Muito Tempo Atrás...

14 comentários
Nome: Era Uma Vez, Há Muito Tempo Atrás...
Autora: Bridgit Pasulka
Editora: Nova Fronteira
Links: Skoob
Comparando preços: por R$29,67 no Submarino

Sinopse: Num tom de conto de fadas, Brigid Pasulka utiliza um cenário bastante real como pano de fundo para registrar meio século da história polonesa através da personagem Beata, que cinqüenta anos depois volta à cidade natal de seus avós para resgatar a história de sua família e de seus pais, bem como uma visão diferente de seu próprio papel na Nova Polônia.



Como eu já tinha dito numa caixinha de correio, estava muito ansioso para ler Era Uma Vez, Há Muito Tempo Atrás. Achar o livro por R$14,99 numa loja física foi uma surpresa para mim, e o levei para casa no mesmo dia. Não conhecia a autora, o trabalho da editora e não sabia nada da história. Pois bem, decidi arriscar, e foi um dos melhores riscos literários que corri.
Bridgid Pasulka nos apresenta duas histórias, que se entrelaçam com o passar dos capítulos: a de Pombo e Anielica, jovens poloneses que se apaixonam durante o período da Segunda Guerra Mundial e estão descobrindo como é amar pela primeira vez, e a de Beata, neta do casal que vive nos anos 90 e tem um futuro repleto de insegurança e dúvidas. A principio pode parecer confuso, mas a autora soube encaixar bem os fatos, não deixando fardos soltos durante as narrações.
O livro é realmente um conto de fadas, mesmo que a magia não esteja presente em nenhum momento. O amor inocente que Pombo sente por Anielica, descrita como a moça mais bonita da região, é de arrancar um sorriso bobo a cada página virada. Embora o pai da menina lhe proteja de tudo e de todos, Pombo é determinado e consegue conquistar a confiança da família de sua amada, reformando-lhes o casebre onde viviam e transformando-o em um lar. Os dois se apaixonam e começam a viver um "não-namoro", já que estavam sempre juntos e toda a aldeia sabia do amor que sentiam.
Mas a felicidade é passageira, já que a Segunda Guerra se aproxima e Pombo é obrigado a servir para o Exército do Povo, tendo que deixar sua família, amigos e Anielica à mercê da sorte. A abordagem ao tema é incrível, e vi um lado da guerra que nunca tinha visto: o da Polônia, que tanto sofreu por sua nação. Alguns fatos me deixaram muito comovido, e acabaram mostrando que o conto de fadas era na verdade uma história real.
Já nos anos 90, conhecemos Beata - ou Baba Yaga-, que supera a perda da avó e tenta se adaptar à uma nova vida em uma grande cidade. O clichê de "menina inocente do campo vai para o mundo real" para por ai, e aos poucos descobri como Beata é uma personagem interessante. Sua paixão pelo cinema é divertidíssima, e as personagens que lhe cercam também, como Magda, que se mostra uma personagem profunda e cheia de cicatrizes do passado. Sua relação complicada com a mãe é muito bem explorada.
Assim como seus avós, Beata também vive um romance. Ao se apaixonar por Tadeuz, a menina se vê rodeada por perguntas que nunca se solucionam. Embora seja bartender e seja paga para fazer companhia à uma senhora, Beata não se sente satisfeita com sua vida atual. Por ver os sonhos de outras pessoas se realizando, uma sensação de vazio lhe entristece, já que ela nem ao menos tem um.
Algumas atitudes de Tadeusz e de Beata me deixaram com os nervos à flor da pele. Pude entender o porque de cada um ter tido-as, mas não foi justo para nenhum dos lados. Ele, que tanto fez por ela, é capaz de abandoná-la sem ao menos se despedir. Foram esses momentos que deixaram o livro ainda mais intenso, já que pude sentir as emoções que Beata estava sentindo ao narrar a história.
Não vi grandes problemas na revisão do livro, mas a tradução foi de doer. Muitos termos em polonês foram inseridos nos textos, me deixando confuso a cada página virada. Isso tirou um pouco o encanto da história, já que me sentia obrigado a lê-la com o tradutor do Google aberto. Outro fato que me irritou foi o nome dos personagens, já que o número de Pans e Panis era incontável. Me senti perdido e tive que pausar a leitura para retomar algum tempo depois. Um livro tão bom merecia um trabalho mais bem feito, como o da capa, que é impecável. Não tive uma boa primeira impressão em relação à editora.
Apesar dos pesares, "Era Uma Vez, Há Muito Tempo Atrás..." está mais do que recomendado. Bridgit Pasulka soube me conquistar desde o primeiro capítulo, e isso é uma tarefa bem difícil. Os apaixonados por história devem lê-lo, já que é repleto de informações sobre a Polônia dos anos 40. E, vamos combinar, ninguém resiste a um romance simples e cheio de manteiga derretida!


quarta-feira, 22 de agosto de 2012

PIPOCANDO: Gossip Girl

1 comentários


Pipocando é uma coluna semanal escrita por Lorena Rodrigues, que traz recomendações de séries e livros.



Gossip Girl é uma série de TV baseada em uma série de livros com o mesmo nome, que conta a história dos estudantes do colégio Upper East Side, em Manhattan - Nova York. No começo da história, Serena van der Woodsen volta à cidade depois de passar um tempo fora em um internato, sem avisar a ninguém. A jovem percebe que tudo o que conhecia mudou, inclusive seus amigos. Chuck Bass, Nate Archibald, Blair Waldorf  e Serena integravam a elite do colégio, sempre muito populares e badalados. Com a volta de Serena, muitas coisas acontecem. Dan Humphrey e sua irmã Jenny irão se juntar ao colégio, mas não irão ser tão bem recebidos assim, por consequência de que seu pai não é tão rico como os dos outros alunos. No meio de amizades, amores e festa, existe uma blogueira chamada Gossip Girl, que narra a série, sempre sabendo de tudo o que está acontecendo.
Esse seriado é uma influência muito grande para os adolescentes de hoje. Eu particularmente, amo. Sempre recheada de emoções e coisas que realmente acontecem, Gossip Girl é uma série para ser lembrada, seja por seus atores,  pelas músicas da trilha sonora, por tudo.
Além do elenco de peso, que conta com Ed Westwick, Blake Lively, Leighton Meester, Chace Crawford e a rockeira vocalista da The Pretty Reckless, Taylor Momsen, a série é composta de uma trilha sonora incrível, que varia em todos os gêneros e sempre acompanha os melhores momentos.
Gossip Girl é transmitida nos EUA pela The CW, aqui no Brasil pelo canal Glitz* e pelo canal de TV aberta, SBT, durante a madrugada. Sua primeira temporada foi ao ar dia 9 de setembro de 2007, e o começo da sexta e última temporada irá ao ar dia 8 de outubro de 2012 Para quem gosta de séries simples, com um enredo curioso,  nada de sobrenatural e com muita emoção, indico Gossip Girl como um seriado perfeito.




sexta-feira, 17 de agosto de 2012

RESENHA: Cidade das Cinzas - Os Instrumentos Mortais 2

10 comentários
ATENÇÃO! Esse livro faz parte de uma série e pode conter spoilers do(s) livro(s) anterior(es) na resenha. 

Nome: Cidade das Cinzas - Os Instrumentos Mortais 2
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Links: Skoob
Comparando preços: por R$24,20 no Ponto Frio

Sinopse: Quando o segundo dos Instrumentos Mortais, a Espada da Alma, é roubada, a aterrorizante Inquisidora chega ao Instituto para investigar — e suas suspeitas caem diretamente sobre Jace. Como Clary pode impedir os planos malignos de Valentim se Jace está; disposto a trair tudo aquilo em que acredita para ajudar o pai? Nessa sequência de tirar o fôlego da série Os Instrumentos Mortais, Cassandra Clare atrai os leitores de volta para o lado mais obscuro do submundo de Nova York, onde amar nunca é seguro e o poder se torna a mais mortal das tentações.

Após o eletrizante final de Cidade dos Ossos, Cassandra Clare volta a contar a história de Jace e Clary, e de como os jovens reagiram a tantas mudanças em suas vidas: os dois ganharam um pai, descobriram ser irmãos e Clary percebeu que pode perder a mãe. Como se tudo isso não fosse o suficiente, uma nova preocupação vem a tona. A Espada da Alma, o segundo dos Instrumento Mortais, é roubada, e o principal suspeito é Jace, que é acusado de estar ajudando seu pai, Valentim.
Admito que Cidade das Cinzas não teve a mesma agilidade que seu antecessor, Cidade dos Ossos, mas isso não quer dizer que a história decaiu. Cassandra soube manter muito bem o enredo, mesmo que o ritmo tenha mudado.


"Quando você realmente ama uma coisa, nunca tente conservá-la do mesmo jeito para sempre. Precisa deixá-la livre para mudar." - Página 394. 


No segundo livro, pude ver um lado mais humanos de personagens como Jace e Magnus, e isso é um ponto muito positivo. Porém, alguns personagens foram esquecidos e ficaram perdidos na história, como Isabelle, que não teve nenhuma história sólida nesse volume da série. Isso aconteceu pela entrada de novos personagens, como Maia e Imogen, a Inquisidora.
Notei alguns erros na revisão do livro, o que me chateou muito. Foram erros recorrentes, de português e até na tradução. Nada que atrapalhe a leitura, mas espero que a editora tenha um cuidado maior nos próximos livros da série.
A escrita de Cassandra Clare continua impecável nesse volume de Instrumentos Mortais. É algo que flui com rapidez, e a autora é capaz de transformar um fato banal em um enorme acontecimento.


"Clary decidiu ir dormir mais cedo, mas o sono não veio. Ela podia ouvir o som suave do piano sendo tocado por Jace, mas não era isso que a mantinha acordada. Estava pensando em Simon, indo para uma casa que não parecia mais sua, no desespero na voz de Jace quando disse quero te odiar, e em Magnus, que não contara a verdade a Jace: que Alec não queria que ele soubesse sobre a relação dos dois porque ainda era apaixonado por ele. [...] Talvez fosse verdade o que a rainha Seelie dissera, afinal: o amor transformava as pessoas em mentirosas." - Página 228.


Assim como seu antecessor, Cidade das Cinzas é uma leitura mais do que recomendada. A história que Cassandra Clare criou fica cada vez melhor, e tenho certeza que seus sucessores serão tão bons - ou melhores - como o primeiro e o segundo livro. Mal posso esperar para ler Cidade de Vidro!


sexta-feira, 10 de agosto de 2012

PROMOÇÃO: Mimos Vorazes

53 comentários

O blog chegou aos 200 seguidores, uau! Para agradecer a todos que nos apoiaram nesse começo de blog, decidi fazer uma promoção, dessa vez com dois ganhadores! E, que tal se for sobre uma das maiores sagas da atualidade, nossa amada Jogos Vorazes?
Os ganhadores levarão para casa vários mimos, mostrados abaixo. É uma forma nossa de retribuir todo o carinho e dedicação que vocês, leitores, vem tendo conosco. Esses primeiros meses não são fáceis, mas vocês nos dão força para continuar com o blog. Mas vamos ao que interessa?
O sorteio será feito pelo Rafflecopter, ferramenta bastante conhecida pela blogosfera. Qualquer dúvida poderá ser tirada conosco via comentário ou Twitter. Selecionei alguns mimos bem legais, em especial um pelo qual eu estou apaixonado: o pôster do Guia do Tributo.


O primeiro sorteado ganhará o kit ao lado, que contém um pôster do livro Jogos Vorazes: Guia do Tributo + a revista Coquetel com Jogos Vorazes + marcador oficial da série + duas cartelas de adesivos + marcador do Jogos Vorazes.Net + 6 marcadores sortidos. Clique na foto para que ela aumente.

Já o segundo ganhador do segundo kit ganhará o mesmo pôster citado no kit acima + uma cartela de adesivos + 5 marcadores sortidos. Como acima, clique na imagem para que ela aumente de tamanho.





Gostaram dos prêmios? Então fique atento ao formulário abaixo, leia nossas políticas e que a sorte esteja ao seu favor!

REGRAS: 

Seguir o blog via GFC, comentar neste post e ler os termos e condições contidos no Rafflecopter. Caso alguma dessas regras seja burlada, outro sorteio será feito.

a Rafflecopter giveaway


RESENHA: Jogos Vorazes: Guia do Tributo

10 comentários
Nome: Jogos Vorazes: Guia do Tributo
Autora: Emily Seife
Editora: Prumo
Páginas: 128
Links: Skoob
Comparando preços: por R$17,90 no Walmart

Sinopse: O guia definitivo para a os vinte e quatro Tributos participantes da 74ª edição dos Jogos Vorazes de Panem. Siga a jornada dos Tributos desde a Colheita ate os Jogos, com uma olhada para todos os destaques ao longo do caminho. Obtenha informações exclusivas sobre os pontos fortes e fracos dos Tributos, as armas que escolheram, e o treinamento antes de entrarem na arena.


No último domingo (5), ocorreu no Rio de o evento de lançamento do livro Jogos Vorazes: Guia do Tributo, organizado pelo Jogos Vorazes.Net. Tive o prazer de estar nele, que foi super organizado e com um ótimo número de fãs da trilogia. Conheci gente bem legal, trocamos ideias sobre os livros, os filmes e acabei ganhando uma cópia do livro que foi sorteada. Sem dúvidas, um dia memorável!
Fiquei muito animado por ter ganhado o livro, e não contive a ansiedade de lê-lo. Fiz a leitura no recreio da escola, já que o livro é pequeno e composto por muitas fotos e pequenos textos, que explicam bastante coisa (embora eu já soubesse de quase tudo).
Assim como o Manual do Novato 101 não é essencial para a série House of Night, o Guia do Tributo também não é um livro essencial para a trilogia Jogos Vorazes. Como o próprio nome indica, é um guia com curiosidades, fotos e textos sobre a 74ª edição dos Jogos, e pude notar que o livro foi baseado na adaptação para o cinema, não na trilogia escrita por Suzanne Collins.
O livro foi muito bem feito, e todo o trabalho da edição deve ser elogiado. As páginas são coloridas e repletas de detalhes, tornando a leitura muito prazerosa. As fotos, por sua vez, são um show a parte. Podemos conhecer um pouco mais de todos os Tributos participantes dos 74º Jogos, além de entrevistas com Seneca e Snow. Alguns trechos do livro Jogos Vorazes também foram inseridos no Guia do Tributo.
O único ponto negativo do Guia é seu fim. Não esperava que ele terminasse de uma maneira tão vazia, achei que haveriam curiosidades sobre a arena e os jogos, mas não houveram. Fiquei um tanto decepcionado com isso, já que dariam ótimos textos. Tirando isso, a compra do Guia é super recomendado para qualquer fã de Jogos Vorazes. Ah, e que mundo é esse onde o Peeta é 8 centímetros maior que a Katniss?


quarta-feira, 8 de agosto de 2012

PIPOCANDO: Imortais

3 comentários


Pipocando é uma coluna semanal escrita por Lorena Rodrigues, que traz recomendações de séries e filmes.


Os Imortais se passa no ano de 1229 A.C. na Grécia, conta a história de quando o rei Hiperião simplesmente declara guerra à humanidade, mas para conseguir isso ele precisa de uma arma muito poderosa chamada Arco de Épiro, produzida por Hades, capaz de derrotar quem aparecer em seu caminho e trazer de volta os Titãs. De acordo com as histórias, os deuses não podem impedir essa guerra entra mortais e deuses, mas um pequeno camponês chamado Teseu é escolhido para ter essa tarefa, salvar o mundo. Acompanhado de uma sacerdotisa chamada Fedra e de um escravo, Teseu libera inúmeros homens para a luta.
Esse filme é um daqueles que dá prazer em assistir, apenas de conte algumas cenas de carnificina. A riqueza de detalhes é impressionante, vai desde as roupas usadas pelos personagens até os poderes dos deuses na luta. O que já era de se esperar, já que o custo da produção foi de 75 milhões de dólares.
Com um elenco totalmente de peso e um orçamento tão grande, Os Imortais é garantia de sucesso.
Dos mesmos produtores de 300, o filme seguiu uma linha diferente e foi lançado em 3D, que infelizmente, não tive a oportunidade de conferir no cinema.
Entre as estrelas que compõem o cast estão Henry Cavill (The Tudors) no papel de Teseu, Mickey Rourke (Homem de Ferro 2) com Hiperião e Freida Pinto (Quem Quer Ser Um Milionário?) como Fedra.
Um filme sobre mitologia grega mais que recomendado para quem gosta do gênero!


Diretor: Tarsem Singh
Elenco: Henry Cavill, Stephen Dorff, Isabel Lucas, Freida Pinto, Luke Evans, Kellan Lutz, John Hurt, Mickey Rourke
Produção: Mark Canton, Ryan Kavanaugh, Gianni Nunnari
Roteiro: Charles Parlapanides, Vlas Parlapanides
Fotografia: Brendan Galvin
Trilha Sonora: Trevor Morris
Duração: 110 min.
Ano: 2011
País: EUA
Gênero: Aventura
Cor: Colorido
Distribuidora: Imagem Filmes
Estúdio: Universal Pictures / Relativity Media / Atmosphere Entertainment MM / Hollywood Gang Productions
Classificação: 16 anos


segunda-feira, 6 de agosto de 2012

RESENHA: Cinquenta Tons de Cinza

4 comentários
Nome: Cinquenta Tons de Cinza
Autora: E. L. James
Editora: Intrínseca
Páginas: 480
Links: Skoob
Comparando Preços: por R$26,00 na Cia dos Livros

Sinopse: Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja - mas em seus próprios termos. Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso - os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos.
  
Todo mundo, mesmo que não tenha lido, sabe o que 50 Tons de Cinza aborda: sexo. Muito sexo. Sei que a grande maioria não deve gostar desse tipo de história, eu nunca havia lido, mas gostei. 
Apesar de sexo ser o assunto central do livro, a história é muito contagiante. É diferente.
Ana, personagem principal, foi apenas fazer um favor para a sua amiga Kate e acabou se envolvendo em um grande problema, chamado Christian Grey. No começo, Anastasia parece ser um pouco chata, uma personagem daquelas que podem te entediar, mas no meio da história ela fica bastante carismática. Kate, melhor amiga de Ana, é uma personagem forte e divertida em alguns pontos. Mas, com certeza, o melhor personagem é Christian Grey. É um personagem que constantemente muda de humor. Uma hora, Grey é frio, outra ele pode ser divertido. O personagem é realmente encantador, tanto é que entrou na minha lista de personagens masculinos que eu mais gosto. 
Cinquenta Tons de Cinza é um livro para quem não tem problemas com palavrões em excesso. A história contem MUITAS palavras baixas (mas coisas que possivelmente todo mundo escuta no dia-a-dia). Também é um livro para quem não tem problema com erotismo. Digamos que o livro é SELVAGEM. 
Fiquei ainda mais encantada quando descobri que a história anteriormente era uma fanfic.
Cinquenta Tons de Cinza é um livro que libera a sua imaginação, mas leia somente se você realmente se interessar. Estou tão ansiosa para ler os livros seguintes que não vou esperar a tradução, lerei em inglês.


domingo, 5 de agosto de 2012

Caixinha de Correio #3

2 comentários

Uau, quanta coisa! Nunca achei que eu faria uma caixinha tão recheada, ou que seria tão cedo. Nessas semanas, comprei e ganhei bastante coisa, por isso o vídeo ficou um pouco longo. Sabendo que pode ser cansativo para alguns, tirei uma foto de tudo que ganhei e vou mostrá-la para vocês. Ah, e perdão pelo término repentino, minha câmera é realmente louca.
Espero que gostem do vídeo e que comentem!






Mostrados no vídeo:
Clique para aumentar a imagem!

As Confissões de Laura Lucy (Fernanda Saads, Novo Século)
Azul É Para Pesadelos (Laurie Faria Stolarz, Novo Século)
Manual do Novato 101 (P.C Cast e Kim Doner, Novo Século)
It Girl 7 - Garotas em Festa (Cecily von Ziegesar, Galera Records)
Oksa Pollock e o Mundo Invisível (Anne Plichota e Cendrine Wolf, Suma de Letras)
O Segredo de Esplendora: A Origem (Tatiana Mareto, Modo Editora)
O Preço De Uma Lição (Federico Devito e Gutti Mendonça, Novo Conceito)
Reformed Vampire: Grupo de Apoio Ao Vampiro (Catherine Jinks, Farol Literário)
Mimos da Turnê Intrínseca

Citados:
Lore, do Addictive World
Kari, do Mix Literário
Pri, do Way To Happiness
Tharcila, do Me, Myself and More
Celsina, do Uma Janela Secreta

RolandoFestival de Autores Nacionais (até 09/08).

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

RESENHA: Manual do Novato 101

6 comentários
Nome: Manual do Novato 101
Autoras: P.C Cast e Kim Doner
Editora: Novo Século
Páginas: 176
Links: Skoob
Comparando Preços: por R$9,90 na Saraiva.

Sinopse: Nas páginas deste livro, você conhecerá a esplêndida história dos vampiros, aprenderá as bases de vários rituais maiores e saberá algumas das muitas faces de Nyx. E como prêmio final, será oferecido a você o ponto de vista de um iniciante no milagre biológico que é a Transformação. Este não é um manual de regras. Colocando de modo direto e simples, você não é mais um adolescente humano. É um novato, o que significa que agora, você assume compromisso com um padrão de comportamento mais elevado daquele de um jovem humano. "Os novatos não roubam, não mentem e não traem."
 


O Manual do Novato foi uma ótima surpresa para mim, fã de House of Night. 11 livros da série já foram lançados no Brasil, e achei que esse serviria apenas para que as autoras lucrassem mais. O livro é de fato dispensável, mas é uma ótima leitura para todos os fãs que não abandonaram a série, mesmo com seu tamanho e promessas nunca cumpridas.
Ao abrirmos o livro, embarcamos no universo criado por P.C e Kristin Cast: o dos Vampiros recém-Marcados. Somos jovens, não sabemos como lidar pelas transformações que nossos corpos estão passando e estamos confusos. É aí que entra o Manual do Novato 101, um guia criado para nos confortar e alertar sobre os perigos e simbologias existentes.
Quem já leu algum livro de House Of Night, sabe que a série aborda diversas mitologias, cita rituais e usa simbologias complicadas até para os leitores mais atentos. O manual serve para preencher algumas lacunas deixadas pelos livros principais, além de nos mostrar curiosidades e contos criados especialmente para o livro.
Por sua vez, a edição é impecável: cheia de detalhes, páginas coloridas e fotos. A editora caprichou no design do livro, tornando-o bonito e mais divertido de se ler. Como o livro tem o intuito de informar um novato, não se assuste ao ver fotos fictícias retiradas de Moradas da Noite pelo mundo. Lembre-se: você é um recém-Marcado. A tradução e a revisão também foram bem trabalhadas, e encontrei pouquíssimos erros.
Por ser um livro informativo, algumas vezes pode parecer vazio, já que não retrata a história de Zoey e da Morada da Noite de Tulsa. Porém, os contos que P.C Cast criou são maravilhosos, e a autora soube conciliar muito bem o mundo real com o fictício. Personagens como Cleópatra e Shakespeare são citados em pequenas histórias, que transmitem valores importantes para a vida dos vampiros.
Não me arrependo de ter comprado o livro, mesmo que não seja essencial para a série principal. É como um item de colecionador: não é necessário, mas gostamos de ter. O Manual do Novato 101 é recomendadíssimo para os fãs que ainda não abandonaram a série, e está entre um dos meus livros favoritos.
Abaixo, deixo algumas fotos que tirei do livro para que vocês possam ver um pouco de sua beleza. Clique nas imagens para aumentá-las de tamanho. Merry meet, merry part e merry meet again!






















quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Pipocando: Glee

2 comentários


Pipocando é uma coluna semanal escrita por Lorena Rodrigues, que traz recomendações de séries e filmes.

      
Glee, assim como o nome da série já diz, fala sobre a sala de coral de um colégio chamado McKinley. De acordo com os padrões da sociedade, apenas os excluídos fazem parte do clube glee, que se chama Novas Direções. Nerd incompreendida, gay, lésbica, asiático, negra, deficiente, enfim, todos esses tipos são encontrados no Novas Direções. Sob vigilância de Will Schuester, um professor de espanhol a procura de mais dinheiro, os alunos se preparam para diversos festivais de música pelo país. Glee é, acima de tudo, uma forma de vermos o que acontece dentro da escolas. Agressão psicológica e física, o bullying, é o que mais encontramos na série, de várias formas diferentes, os alunos guardam o rancor e o sofrimento para si mesmo e descontar nas músicas. Os estudantes são encarregados de encontrar uma música para o dever da semana, uma música que fala de tudo o que estão se sentindo com relação a tudo o que acontece.
Glee é mais do que uma série, é tão... Emocionante. É até meio que estranho ver todos os seus problemas e frustrações vividas por outras pessoas, da tela da TV. Você para e se dá conta que não é o único com aqueles problemas, tem pessoas que estão em pior situação e que agem de modo melhor que você.

Estrelado por Lea Michele, Cory Monteith, Dianna Agron, Matthew Morrison, e além de outras estrelas, a série tem 3 temporadas, totalizando 66 episódios. Com direção de Ryan Murphy (sim, o mesmo de American Horror Story!), a ideia inicial era que Glee fosse um filme e não uma série, mas foi algo que não deu muito certo. A primeira temporada entrou no ar em 9 de setembro de 2009. 

Com a notícia da quarta temporada, veio também a notícia de que esta poderia ser a última. Sim, a série irá acabar e vai deixar muitos Gleeks órfãos.

"Ser especial te faz especial. Certo?"



RESULTADO: "Mimos da Editora Arqueiro"

1 comentários
A primeira promoção do blog foi um sucesso, e quero agradecer a todos que participaram! Foram 3.098 entradas, um número que me deixou surpreso. Deixo meu muito obrigado à vocês, leitores.
Como já tinha dito no post da promoção, eu iria anunciar o vencedor por lá, mas fiquei com medo dela acabar esquecendo de passar novamente no post e decidi fazer este novo. Mas vamos ao que interessa?


Parabéns, Nat! Você é a sortuda que ganhou os mimos, e já entrei em contato com você pelo Facebook.
Aos que não ganharam, não desanimem! O blog só começou, e várias outras promoções estão sendo planejadas. Esperamos que tenham gostado do sorteio e que continuem visitando o blog!